Arquivo da categoria: Séries

Kindred – The Embraced

Tenho que começar o post me declarando fã incondicional de Vampire – The Masquerade, o que me traz ao tema central do seriado que vou indicar hoje.
Kindred – The Embraced foi um seriado exibido pelo canal FOX em 1996 e que teve a influência do RPG que conquistou milhares de fãs ao redor do mundo em seus 21 anos de existência.

A trama do seriado se passa na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos e tem sua co-relação notável no fato de os vampiros serem divididos por seus clãs (ou famílias) já conhecidos nos livros de VTM.
Inicialmente temos Frank Kohanek, um policial humano que investiga um grande mafioso da cidade, Julian Luna, que é na verdade o Príncipe da organização não-humana da cidade. (Que nós jogadores, conhecemos como Camarilla).

Vemos no seriado um misto de fantasia do que é ser um vampiro no contexto geral e o que estamos acostumados no RPG. Toreadores, Brujahs, Ventrues, alguns especificamente citados, outros ficam a critério do telespectador que já tem um conhecimento bom sobre os clãs do jogo.

A série é antiga e por isso, obviamente, tem uma imagem apagada, além de outras identificações básicas de seriados e filmes antigos, mas a história é boa e os personagens são bem trabalhados, apesar de não haver uma atuação aclamada.

Com amores entre humanos e vampiros, sangue, corrupção, criminalidade, os poderes que nós conhecemos e o chamado Abraço (ato que criar outro ser vampírico), The Kindred é muito recomendado pra quem sempre teve vontade de ver em ‘vida real’ os personagens que criamos e imaginamos em Vampire – The Masquerade.

Enquanto de um lado da série, Frank começa a desvendar a realidade por debaixo do véu ilusório que cobre os olhos dos humanos, por outro Julian tenta conciliar seus compromissos de Príncipe, com escapar da mira do insistente policial e manter sua relação com a repórter Caitilin, uma humana pela qual ele se apaixona.

Pra quem não tem muito conhecimento, pode ser interessante para que se haja uma maior compreensão do assunto.

A série tem apenas oito episódios e é bem difícil de ser encontrada para download, mas talvez alguém dê sorte procurando nos torrents da vida.

Fica aqui mais uma recomendação minha e espero que gostem.

 

-Kyon

(Completamente viciada em TUDO de VTM)

Pretty Little Liars

Por mais que você tente levar seus segredos para o túmulo, alguns deles podem voltar como fantasmas do passado para lhe assombrar.

E as ‘liars’ de Pretty Little Liars têm tantos segredos que nenhum túmulo poderia mantê-los esquecidos.

Spencer Hastings, Hanna Marin, Emily Fields e Aria Montgomery tornaram-se amigas graças à Alison DiLaurents. Uma garota de língua e atitudes ferinas que tem maldade de sobra dentro de si. Quando Alison desaparece a amizade entre elas se dissolve lentamente e cada uma resolve tomar seu próprio rumo na vida.
Mas quando a polícia encontra seu corpo enterrado próximo às casas delas, todos os segredos reaparecem junto com Alison.

Os recentes fatos fazem com que as quatro se reaproximem e passam a receber mensagens de ameaça de alguém que se denomina ‘A’. A partir daí, seus fantasmas voltam para atormentá-las e expor segredos tão ocultos e sombrios que deveriam mesmo ter permanecido no túmulo de Alison.

Desse ponto em diante, a série se torna um suspense psicológico aonde o propósito maior vai além de vingança e pode ser considerado até mesmo tortura mental baseando-se em culpa e medo.

Com personagens precisos e bem trabalhados e uma história hipnotizante e interligada, PLL (como é chamada pelos fãs) intriga e prende o telespectador relevando segredos e expondo situações pra lá se ‘assombrosas’.

Baseada nos livros homônimos de Sara Sheperd, a série, que estreou nos Estados Unidos dia 08 de Junho de 2010 no canal ABC Family, está em sua terceira temporada.
Aclamada e com vários prêmios na bagagem, Pretty Little Liars pode ser considerada uma mistura de ‘Gossip Girl’ e ‘Eu sei o que vocês fizeram no verão passado’, só que com muito mais estilo e conteúdo.

 

Kyon, a maníaca por séries

Once Upon a Time

 

Esqueça tudo o que você conhece sobre Contos de Fadas. Apague da sua memória os conhecidos contos da Disney, porque a série da ABC vai mostrar tudo o que conhecemos de uma perspectiva totalmente nova.

Branca de Neve e seu Príncipe são separados por um feitiço lançado pela Rainha Má. Esta amaldiçoou todo o reino encantado e trouxe os conhecidos personagens para o nosso mundo, prendendo-os em uma cidade chamada Storybrooke, onde eles nem sequer imaginam quem são na verdade porque lhes foi tomada a memória.

Antes da maldição da Rainha cair sobre todos, Branca de Neve conseguiu mandar sua filha pro nosso mundo para que esta, segundo a profecia de Rumpelstiltskin retornasse aos 28 anos para libertá-los da maldição.

Do outro lado temos Emma Swan, que vive isoladamente como fiadora e caçadora de recompensas em Boston. Em seu 28º aniversário, Emma é abordada por Henry, seu filho que há anos atrás ela tinha dado para a adoção.
Sem querer nenhum tipo de relacionamento com a criança, Emma resolve levá-lo de volta para casa e acaba deparando-se com Storybrooke.

Henry, que acredita na existência da maldição que paira sobre a cidade devido a um livro que ele encontrou que conta toda a história, tem agora como missão fazer com que sua verdadeira mãe, Emma, acredite também e se disponibilize a lutar contra a Rainha Má e salvar a todos.
Mas não vai ser tão fácil quanto ele imagina… Afinal, quem acreditaria em algo tão absurdo?

Os escritores da série são Adam Horowitz e Edward Kitsis, ninguém menos que integrantes da equipe de roteirista de Lost. Já dá pra perceber que imaginação é o que não falta em Once Upon a Time.

Com personagens incríveis e bem trabalhados, a série nos mostra um ponto de vista totalmente diferente das histórias que já conhecemos tão bem.
Once Upon a Time teve 22 episódios em sua primeira temporada e já foi renovada tendo uma segunda temporada garantida.

Pra quem busca magia, aventura e história um tanto quanto insanas, Once Upon a Time é um prato cheio de tudo isso.
Eu virei fã, mais nada a dizer.
Confiram, vale muito a pena.

 

Por: Kyon
(Uma viciada em séries que vive de download em download)