Arquivo da tag: Musica

A incrível transformação pela música

Não é de hoje que estudos vem sendo feitos no tratamento de doenças com a utilização de músicas.

Na matéria que eu li originalmente, eles exaltam o uso do iPod como um avanço no tratamento, mas eu não acredito que isso seja fruto do equipamento. O tratamento em si foi levado ao idoso, por meio de uma ferramenta, não importando a marca da ferramenta e sim o bem proporcionado por ela.

Acabei de ver o vídeo com uma pontada de tristeza, por médicos não utilizarem todas as ferramentas possíveis para alguns pacientes, ao mesmo tempo em que pode-se ver a paixão de alguém pela música. Fiquei abismado com a mudança do sr. do vídeo, é impressionante como uma pessoa que mal conseguia se expressar, após ouvir suas músicas fica alegre e falante. É um vídeo realmente emocionante, e me fez refletir sobre vários aspectos de nossas vidas.

Vejam e culpem os ciscos que vão pular de seus monitores.  ;-)

Sexta musical – Folk Metal

Hello, hoje quem vós escreve é o emissário de grimórios RPGistas… Mephyros.

Vamos a mais uma sexta musical com um estilo que está entre os meus favoritos, folk (incluindo o folk metal).

E vamos ao que interessa…

Agora chegamos ao fim dessa sexta musical, se sintam um pouco mais medievais agora… =)

Mephyros.

SFM – WWII

Boa tarde galerinha

Hoje o SFM saiu mais tarde do forno mas está recheado de coisas boas.

Como sempre em busca do inesperado, preparei hoje uma seleção especial de músicas e vou dedicá-las ao Daurus.

Faremos uma viajem direto aos início dos anos 40 onde a 2º guerra tomava conta o cenário mundial e ainda assim todos tinham tempo para cantar.

Preparem seus fuzis e marchem!

Banner_RPG

RPG Jukebox

Como falei no post anterior sobre o RRPG pra jogar via net, vou aproveitar pra agora falar sobre uma ferramenta que ele utiliza, a mesa de som. Link do post anterior

Com a mesa de som você pode colocar disponível para os jogadores um sistema de som ambiente, ou mesmo músicas. A parte interessante é que deixa com um clima a mais de proximidade com o cenário. Você pode disponibilizar som ambiente até das feiras populares da idade média, ou algum outro momento que se passe em sua campanha.

Mas como trazer isso pra sua mesa?

Simples, só pegar esses sons ambientes/músicas e gravar em 1 cd ou dvd e deixar rolar no som pertinho do pessoal enquanto estiver jogando, mas lembre-se, é som ambiente, ele nunca deve ser alto o suficiente pra que os PJ’s tenham de levantar as vozes, a não ser claro que a cena se passe em 1 balada (muito comum em VtM).

E não é nada difícil de achar músicas que se encaixem, só um pouco de busca na interned que você acha o que precisa, mas claro tem umas dicas. Campanhas de VtM ficam muito legais com gothic e gothic metal, além da trilha sonora do Castlevânia e do filme “A Rainha dos Condenados”. Já no D&D ou alguma outra mesa com tema medieval nada melhor que um bom folk como a banda espanhola “Mägo de Oz”.

Mas claro, toda essa utilização de som precisa de sua dosagem, nem sempre se encaixa, então você fica quase como um “dj do RPG”, o que é trabalho em dobro pra você, mas se for bem executado é muito recompensador. E sempre tem aqueles players que preferem concentração total, bom, nesses casos deixe eles imaginarem tudo.

Mephyros

A MODA DE JUSTIN BIEBER

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pois é depois de você ter visto salada no MC Donalds e a volta de Fernando Collor à política, Restart sendo o grupo mais premiado do VMB, você vai ver eu falando sobre Justin Bieber…

Em hipótese alguma estou dizendo que o trabalho do menino bom, pois para mim não é sequer música. Mas estou dizendo daquilo que gira em torno dele. Pois é… Estive pensando e pensando muito e cheguei a uma conclusão sobre o pobre menino ( que já pensei por diversas vezes ser um andróid).

Apadrinhado pelo cantor Usher, esse menino canadense de 17 anos, além de cantar  ele toca violão, guitarra, piano, bateria e trompete. Desde 2009 lançou um álbum por ano e tem cerca de 9 milhões de discos vendidos. Sua carreira deslanchou depois dele e sua mãe terem lançado vídeos de suas apresentações no Youtube. Hoje em dia ele namora outra celeb teen Selena Gomez, por puro e verdadeiro amor…(*________*)   Ele já viajou o mundo e por onde passa é ovacionado por um bando de adolescentes esquizofrênicas e, pasmem, também por suas mães que acham o loirinho lindo com voz angelical.

Sua influência nos jovens é inquestionável tanto em meninas quanto em meninos. Seu cabelo e estilo de roupas viraram febre na moda teen. Com declarações nem um pouco filosóficas como sobre o aborto dado a revista Rolling Stone:  “Não concordo com o aborto, é como você estar tentando matar o bebê.” ele se mostra um garoto comum com nada de extraordinário. 

Mas o que faz de Justin Bieber uma celebridade tão aclamada mesmo com pouco talento , inteligência ordinária e poucos atrativos físicos?

Uma equipe mega competente, claro. É uma boa quantidade de profissionais capacitados e pensantes que fizeram deste serzinho sem sal uma máquina temperada de ganhar dinheiro. Pensando em Bieber, sua idade, veiculação de imagem e popularidade é difícil não lembrar do jovem Macaulay Culkin e outras diversas celebridades teens.

 

A equipe Bieber de marketing está trabalhando duro para que consigam arrecadar um montante suficiente para que quando este Mino de Ouro não puder mais oferecer suas pepitas (por que convenhamos talento ele não tem nenhum) possa ainda desfrutar de uma boa vida. Veja abaixo um vídeo sobre sua equipe:

Assim como todas as “febres” logo vai passar e assim que estes teens entrarem na faculdade irão se envergonhar de seu passado e ao longo do tempo irão apenas se sentir envergonhados de tudo o que fizeram e passaram por ele ( não se sintam ofendidos teens mas na idade de vocês eu tb passei por isso, hoje em dia ninguém conhece Taylor Hanson (equivalente Bieber de minha época), mas enquanto isso ainda teremos de aturar muito nhenhenhém desse bebezão de ouro. Se eu tivesse um time desses e um investimento equivalente poderia estar no mesmo lugar que ele, claro que 10 anos atrasada.  Vamos ver quanto tempo dura essa “febre”.

A sacada maior da equipe de marketing é investir não só nos produtos comuns aos artistas (roupas, acessórios e bonecos) mas em coisas diferentes e inusitadas como sendo ele o primeiro cantor com uma linha de perfume femininos (Antonio Bandeiras só virou cantor após ter lançado sua linha de perfumes) e o primeiro artista masculino a ter uma linha de esmaltes femininos além de uma superprodução para a telona. Veja alguns de produtos abaixo:

As vaias do Rock In Rio

Mais uma edição do Rock In Rio. Mais um festival de rock cheio de atrações que nada têm a ver com rock. Pelo menos foi de fato no Rio, dessa vez – alguém aí entendeu o Rock In Rio Lisboa?

Rock In Rio Lisboa - Patrocínio: USP Rio

Rock In Rio Lisboa - Patrocínio: USP Rio

E mais um festival de vaias quando alguém do axé, pagode ou música folclórica neo-zelandesa sobe ao palco na mesma noite em que algum monstro sagrado do rock irá se apresentar.

Façamos um exercício utilizando um exemplo bem ilustrativo. Vocé irá comprar um kit festa para o aniversário do seu filho, com bolo, salgadinhos e strippers e tudo o mais. A quituteira lhe explica que o kit de salgados é composto por empadas, risoles e coxinhas. Te dá até um folhetinho explicativo. Você odeia coxinha, mas resolve comprar o kit festa mesmo assim. No dia do aniversário, a quituteira vai até a sua casa entregar a encomenda. Você, ao ver as coxinhas, xinga a quituteira, xinga muito no Twitter e grita a plenos pulmões: “EU ODEIO COXINHA! COMO É QUE VOCÊ ME TRAZ COXINHA, SE EU ODEIO COXINHA?!”.

Pois bem, a historinha acima é só para ilustrar que o principal culpado pela presença da Sandy, Reginaldo Rossi, Luís Caldas e sei-lá-eu-quem no Rock In Rio é você, que comprou o ingresso. Sim, porque os ingressos são vendidos por dia: me parece bem fácil perceber que os mesmos 190 reais que você pagou não foram (só) para o bolso do Metallica, mas também para o bolso de todos que se apresentaram no mesmo dia. Festival é isso aí, meu amigo. Não gostou de todo o line-up? Tem todo o direito de não comprar ingresso. Comprou o ingresso? Coma a coxinha. Simples assim. E mais: se todos que vaiaram a Cláudia Leitte não tivessem comprado ingresso, com certeza os organizadores mudariam de ideia e colocariam outra atração em seu lugar.

Não tenho simpatia nenhuma pela Cláudia Leitte. Na verdade, não tenho simpatia nenhuma por ninguém que se apresentou nessa edição do Rock In Rio. E até concordo com aqueles que dizem que, caso o Red Hot Chilli Peppers se apresentasse em uma micareta, também seriam hostilizados. Mas realmente acho que, se a Katy Perry se apresentou no Rock In Rio, é porque os rockeiros de plantão pagaram por isso…

Domingo musical especial X Japan

Bom, não é sexta e nem sou eu que posta as músicas no dia, mas eu resolvi fazer esse post.

Em homenagem ao X Japan que fez show no Brasil eu resolvi postar músicas deles, que de longe são minha banda favorita de j-rock.

Pra começar a melhor de todas: Forever Love

Segunda música, escutei por muito tempo antes de saber que existia a banda: Kurenai

Terceira, bom… Escutem e vão saber por que considero uma das melhores músicas deles: X

Quarta, essa eu vim escutar a pouco tempo atrás, mas também mostra a qualidade da banda: Endless Rain

E pra finalizar, uma que tem até nome de final, final de semana: Week End

Bom gente, espero que tenham gostado desse domingo musical, e quem sabe algum dia volte a fazer outro…

Abraços a todos e até a próxima.

Mephyros